DESCRIÇÃO

Com 03 dias e 02 noites na região da Borgonha, conhecida como a terra dos vinhos excepcionais, você entrará em contato com a rica cultura da região.

Você vai:

  • Pedalar pela região e conhecer a “França Profunda”, conhecida por seu charme rústico e encantador;
  • Conhecer 2 cidades históricas: Dijon e Beaune e inúmeros vilarejos;
  • Pedalar entre os vinhedos mais prestigiosos do mundo: Romanée-Conti, Gevrey-Chambertin, Nuits-Saint-Georges, Pommard etc;
  • Fazer degustações em 4 caves de vinho;
  • Degustar a famosa mostarda de Dijon;
  • Apreciar a arquitetura típica;
  • E ainda experimentar as riquezas da gastronomia local.

Informações práticas

  • A viagem é autoguiada — ou seja, feita sem o acompanhamento de um guia;
  • Feita em bicicletas elétricas ou bike trek;
  • Disponível de abril a outubro;
  • Pode ser feita em qualquer dia da semana.
2 Noites 3 Dias 01 'de' Abril, 02 'de' Abril, 03 'de' Abril, emais Dijon e Beaune
NO PACOTE

O que está incluído

  • Planificação e roteiro detalhado da viagem;
  • Bicicleta elétrica ou bike trek e equipamento de segurança;
  • Rota detalhada em aplicativo de celular;
  • 02 noites de hospedagem em hotel 3 estrelas, com café da manhã;
  • Indicação de degustação em 04 caves de vinhos, selecionadas por experts;
  • Transporte de bagagem;
  • Carro de apoio para urgências durante toda a viagem.;
  • Kit: snacks, capa de chuva, garrafa para água e mochilinha;
  • Caderno com informações sobre a história, os vinhos e a gastronomia da Borgonha.

O que não está incluído

  • Passagens de trem Paris-Borgonha-Paris;
  • Ingressos;
  • Degustações de vinhos;
  • Todas as refeições (almoços e jantares);
  • Hospedagens em condições diferentes das citadas.
PONTOS ALTOS

Vivência da cultura local

Além de visitar algumas das principais atrações turísticas da região, você irá experimentar um pouco do estilo de vida local. Você visitará mercados de rua e, com o auxílio de seu guia, descobrirá e poderá comprar vinhos e produtos da gastronomia local para os piqueniques que serão feitos em pequenos vilarejos ou nos campos durante o trajeto. Você vai passar por campos cultivados e lindos vinhedos e poderá ver de perto o trabalho dos viticultores. Terá ainda a chance de visitar um pequeno produtor e degustar seus vinhos.

Sem estresse

Você não terá de se preocupar com o planejamento da viagem. Toda a logística é por nossa conta: reserva dos hotéis, restaurantes e das bikestransporte de bagagem e das passagens de trem (opcional). Além disso, você receberá um link para baixar a rota detalhada no seu celular.

Você também receberá um lindo caderno ilustrado com toda a história da região, informações preciosas sobre o vinho e a gastronomia local, os endereços das caves indicadas e locais imperdíveis para visitar. 

Turismo ativo

Ao pedalar pela região da Borgonha, você estará em constante contato com a natureza, sentindo o aroma dos campos e o vento no rosto. Viajar de bicicleta significa ir devagar, mas viver mais intensamente — e, claro, liberar endorfina! Você vai trilhar caminhos por onde carros não passam e rotas alternativas por onde não circulam os grandes ônibus turísticos.

Descoberta de uma das mais belas regiões da França

  • Dijon, capital administrativa e gastronômica da Borgonha, também é reconhecida pela sua arquitetura: os toits bourguignons (telhados coloridos em formato de diamante, símbolos da região) e as casas medievais.

 

  • Ao pedalar pela Rota dos Grands-Crus, conhecida como a Champs-Élysées dos vinhos, você vai se sentir folheando a carta de vinhos de um restaurante fino ao passar por domínios como Romance-Conti, Nuit-Saint-Georges, Pommard, Gevrey-Chambertin etc. Além dos vinhedos, plantados em clos (terrenos fechados com os lindíssimos muros de pedra), os pequenos vilarejos são um charme a parte. 

 

  • Você vai conhecer Beaune, a capital dos vinhos da Borgonha, cidade cheia de charme, com ótimos restaurantes e caves históricas.

Grandes vinhos e gastronomia local

É aqui que encontramos os vinhos grand crus e premier crus, denominação que determina os vinhos de elite da Bourgogne. Além dos vinhos, delicie-se com os pratos típicos da região — entre eles, os famosos escargots.

ITINERÁRIO

DIA 1

07h30: Saída do trem de Paris com destino a Dijon.
09h30: Chegada a Dijon.
10h00: Início do passeio de bike e visita à cidade de Dijon.
12h00: Degustação das mostardas Dijon.
12h30: Almoço na cidade de Dijon.
14h30: Pedalada de Dijon a Gevrey-Chambertin.
16h00: Degustação de vinhos em Gevrey-Chambertin.
17h00: Pedalada de Gevrey-Chambertin a Nuits-Saint-Georges.
18h30: Chegada ao hotel.
20h00: Jantar.

DIA 2

08h30: Café da manhã.
09h30: Saída do hotel.
10h00: Trajeto de Nuits-Saint-Georges ao Château Corton.
12h00: Sugestão de almoço-piquenique com produtos locais e degustação de vinhos.
14h00: Trajeto do Château Corton até Beaune.
15h00: Chegada ao hotel em Beaune.
16h00: Visita à cidade e ao Hospice de Beaune (opcional) e degustação de vinhos em tradicional cave.
19h00: Jantar.

DIA 3

08h30: Café da manhã.
09h30: Saída do hotel.
10h00: Trajeto de Beaune a Puligny-Montrachet passando por Pommard, Volnay e Meursault.
12h00: Almoço e degustação de vinhos em Puligny-Montrachet.
15h00: Saída de Puligny-Montrachet para Beaune.
18h00: Trem de retorno a Paris.

ATENÇÃO:

Os horários listados são indicativos, mas podem mudar em função de fatores externos como condições meteorológicas, a dinâmica do grupo etc. As visitas também são indicativas e podem sofrer alterações durante o trajeto.

Perguntas frequentes

Quantos quilômetros eu vou pedalar?

O percurso total tem cerca de 80 km, percorridos em 03 dias. Mas, lembre-se: você pode optar por fazer o passeio com bicicleta elétrica, o que diminui o esforço físico.

Que tipos de bicicleta estão disponíveis para esta viagem?

Você pode optar por uma bicicleta elétrica ou uma bike trek.

Para quem é indicada uma viagem autoguiada?

Existem viajantes independentes, que não gostam de viajar em grupo e que, mesmo que se percam um pouquinho no trajeto, entendem isso como uma oportunidade de explorar ainda mais o local. Se você se identifica como esse perfil viajante, nossas propostas de viagens autoguiadas são perfeitas para você.

Qual a diferença entre a viagem com guia e a viagem autoguiada?

A grande diferença é que, na viagem guiada, você terá o acompanhamento do guia em tempo integral e também o almoço-piquenique. Já na viagem autoguiada, não há o acompanhamento do guia e você fará suas refeições de forma independente. Porém, você receberá um PDF com todas as informações sobre os locais visitados e o planejamento de cada dia do roteiro.

Qual deve ser meu nível de preparo físico?

A viagem acontece em ritmo lento e o grau de dificuldade é baixo. Sugerimos várias paradas durante o trajeto, que é majoritariamente plano. Todos estão aptos a participar — você não precisa ser um ciclista ou atleta. A viagem é indicada para todas as pessoas acima de 14 anos que saibam andar de bicicleta na rua e que estejam em boas condições de saúde. 

Estou viajando sozinho(a). Posso optar por hospedagem individual?

Sim, você pode, neste caso haverá um acréscimo de 270 euros no valor do passeio.

Em caso de chuva, a viagem é cancelada?

A viagem ocorre mesmo em caso de chuva. A viagem só será cancelada ou remarcada em caso de condições climáticas extremas.

Que tipo de roupa eu devo usar?

Sugerimos roupas confortáveis. Não há a necessidade de serem esportivas ou específicas para o ciclismo — o importante é sentir-se confortável. Leve também roupas casuais para os dois jantares, e uma mochila para guardar uma garrafinha d'água e para o caso de você comprar algum souvenir durante a viagem. Em dias mais frios (menos de 15°C), o mais importante é manter aquecidas as extremidades: orelhas, pescoço, mãos e pés.

OBSERVAÇÃO:

Esta viagem também está disponível em versão guiada — com o acompanhamento de um guia. Para saber mais, clique aqui.